sábado, 4 de dezembro de 2010

POEMA MONUMENTOS

Existem momentos

Que são monumentos

Nas nossas lembranças!

Que tem um aroma de rosas

Bem perfumadas e dengosas...

São historias divinas

Que habitam nossas almas!

Não dá para esquecer...

Ate na mais profunda escuridão

Se consegue bem detalhado ver...

Pertencem ao nosso coração

Ele não nos dá perdão

E preciso sentir a emoção!

Ainda sinto o cheiro

Do nosso anfitrião!

Ele é o tempo,

Acolhedor do sonho e da razão

Neste tablado escrevemos o eterno...

Mario Macedo de Almeida