sexta-feira, 28 de março de 2014

Desnudando o Amor

Desnudando o Amor


Como é bom ter sua graça,
ser na cama sua nobre caça
e me açoitar com seu amor!
Descobrindo os limites do amar...
Querendo louco seu corpo buscar,
para o infinito do prazer conquistar...
Em cada gemido louco seu...
Em cada fascinante delírio seu …
Poder me embriagar do seu frenesi!
Fazendo o meu gemido e o seu...
Ser apenas um só
 desnudando o amor!


Mario Macedo de Almeida